Conheça as vantagens do Exchange Bidding (EBDA)

11/06/2019

Receio em investir seu inventário em Exchange Bidding? Conheça essa solução programática do Google que vem crescendo cada vez mais no mercado e descubra se ela vale ou não a pena.

Neste artigo você encontrará conteúdos como:

  • O que é Exchange Bidding?;
  • Como o EBDA funciona?;
  • Vantagens de utilizar essa ferramenta do Google.

 

Apesar do Exchange Bidding ou simplesmente EBDA ser um recurso fornecido pelo gigante da publicidade, o Google, e já estar no mercado há pouco mais de um ano (desde abril de 2018) muitos publishers ainda possuem um certo receio em investir no processo. Essa matéria irá te ajudar a entender um pouco melhor sobre esse método de monetização.

 

O que é Exchange Bidding?

 

O EBDA, que significa Exchange Bidding Dynamic Allocation (em português Alocação Dinâmica de Lances de Troca), é um recurso de monetização de mídia que permite aos editores aumentarem sua receita, através de um leilão unificado controlado pelo Google, onde vários parceiros concorrem igualmente pelo mesmo espaço do inventário.

Realizado dentro da plataforma DoubleClick for Publishers (DFP), o leilão acontece em tempo real e permite a integração de demandas programáticas como SSP dentro da plataforma, tornando-o mais dinâmico. A intenção é simplificar o processo para que publishers consigam trabalhar com diferentes ofertas em um só local, aumentando a competitividade.

 

Como o EBDA funciona?

 

Depois de entender o que é, vamos falar sobre como funciona o processo do Exchange Bidding:

1- O processo começa quando um anúncio é acionado ao Ad Manager. Junto a solicitação são enviados dados que contém informações sobre o usuário, a segmentação ideal e o tipo de dispositivo.

 

2- Após chegar ao Ad Manager, a plataforma analisa todos os itens de linhas qualificados de acordo com as informações recebidas e seleciona o melhor item para a concorrer no leilão com a alocação dinâmica.

Com o uso dos grupos de rendimento (yield partners) o Ad Manager identifica a lista de troca (list of exchange) para concorrer ao leilão.

“Os grupos de rendimento são compostos por segmentação semelhante aos itens de linha e contém diferentes redes de anúncios pertencentes ao Ad Exchange, a terceiros e/ou a mediação.”

 

3- Dentro de cada grupo é realizado um leilão interno onde se define os vencedores. Depois desse processo, o Ad Manager envia para cada parceiro de rendimento uma solicitação para obter seus lances mais altos.

 

4- O Ad Manager hospeda cada lance solicitado e realiza um leilão unificado dentro do DFP por meio da alocação dinâmica, que determina o melhor rendimento para cada impressão. Lembrando que todos os parceiros, incluindo o Adx, concorrem a cada impressão de uma forma igual.

 

5- E por fim, após todo o processo ser concluído e ser definido um vencedor, o servidor de anúncios envia o material vencedor para ser exibido na página.

 

O Google Ad Manager explica em um artigo como o envio do material vencedor é feito:

  • “ Se um item de linha do Ad Manager vence o leilão unificado, o criativo do Ad Manager é retornado ao editor.

 

  • Se um proponente de troca ou um comprador do Ad Exchange ganhar o leilão unificado do Ad Manager, o criativo do comprador será retornado ao editor.

 

  • Se um parceiro de rendimento de mediação vencer o leilão unificado do Ad Manager, uma lista de mediação ou “cadeia” será devolvida ao editor que inclui parceiros de rendimento de mediação com um CPM superior ao lance mais alto do Ad Exchange ou do rendimento de lances de troca.

O aplicativo para dispositivos móveis do editor ligará para cada parceiro na lista para que um criativo seja exibido.

 

Vantagens de utilizar essa ferramenta do Google

 

O Exchange Bidding é uma resposta do Google ao Header Bidding e por isso ele apresenta algumas vantagens particulares:

  • Fácil implementação;

 

  • Processo unificado que diminui a complexibilidade para que publishers possam trabalhar com ele de forma mais simples;

 

  • O leilão acontece do lado do servidor e por isso o processo é mais rápido, diminuindo a latência da página e de seus anúncios;

 

  • Não há necessidade de scripts adicionais para incorporar em seu site e por isso, além do carregamento mais rápido, ele ajuda a consumir menos dados.

 

  • O leilão unificado com alocação dinâmica gera melhor rendimento e um aumento da receita gerada.

 

  • Com tudo ocorrendo dentro das ferramentas do Google, ele oferece relatórios e faturamento para editores após todo o processo;

 

  • O faturamento de toda a receita gerada também é único e mensal.

Apesar de suas grandes vantagens, o Exchange Bidding também possui seus defeitos. Devido ao leilão unificado ocorrer dentro da plataforma DFP, todo o processo está oculto aos editores, que só podem ver os resultados após a finalização.

 

Para começar a aumentar sua receita através do EBDA, a Grumft te oferece um gerenciamento especializado do seu inventário através de nossa parceria oficial com o Google. Cadastre-se em nosso site!

 

Gostou do artigo? Então conheça outros artigos de nosso blog

Conheça também nossas redes sociais, Facebook, Instagram, Linkedin e Twitter, por lá você pode ficar por dentro de muitas curiosidades e dicas.

Compartilhe: